Blog de vários temas desde desporto a tudo o que for importante escrever e partilhas como aprender
Quarta-feira, 18 DE Setembro 2013
Conta- se há muitos anos antes de existirem carros a motor e motas.
Existirão Carroças puxadas por animais, Vacas, Cavalos, Éguas e Burros.
Cabras a pastarem pelos vales e montes.
Ovelhas lã. 
Queijo e leite. 
As Vacas a lavrarem a terra e servirem para trabalham, como os Burros e os Cavalos. 
Os caminhos de Cabras onde as pessoas passavam montes e vales para se deslocarem. 
Quem tinha muitas terras e quintas era rico.
Agricultores davam muito trabalho uns aos outros. 
Cada região do Pais tinha as suas Culturas. 
Milho, Feijão, azeitona, Uvas, tomates.
Animais Galinhas os ovos eram para vendar para comprar sabão para lavar a roupa. 
Porco fazia se uma festa e durava a carne o ano inteiro.
Enchidos Morcelas, Chouriças, Farinheiros. 
Os animais davam dinheiro.
O trigo dava farinha para o pão que era feitas nos moinhos a vento ou a agua.
Hoje em 2 horas chegamos a Lisboa a pé levava 2 dias. 
Tudo era semeado plantado e apanhado.
Para apanhar mato era preciso fazer quilómetros pois existia pouco mato para fazer a fogueira no Inverno.
Com muito trabalho e muito esforço cada família tentava cuidar das suar terras e das suas quintas.
Também era o seu ganha-pão.
Os terrenos e a serra limpa existiam menos fogos, quase não existia. 
As estações do ano eram mais rigorosas.
Primavera e outono temperaturas amenas
Verão Bem quentes durante 3 meses.
Hoje temos mato a 5 metros de casa. 
Ninguém limpa nada e muitas vezes até goza com quem limpa as terras. 
Quase todos os caminhos de cabras simplesmente desapareceram  com o matam as silvas. 
Quando passa o fogo as chamas ficam muito altas e muito fumo.
Falta de limpeza dos terrenos. 
Falta de agricultura e de animais para pastar. 
Falta de sensibilidade com a Natureza.
Amor há terra. 
Sem Natureza nem o homem nem nenhum ser vivo vive. 


publicado por contador de historias às 14:22

Conta- se há muitos anos antes de existirem carros a motor e motas.
Existirão Carroças puxadas por animais, Vacas, Cavalos, Éguas e Burros.
Cabras a pastarem pelos vales e montes.
Ovelhas lã.
Queijo e leite.
As Vacas a lavrarem a terra e servirem para trabalham, como os Burros e os Cavalos.
Os caminhos de Cabras onde as pessoas passavam montes e vales para se deslocarem.
Quem tinha muitas terras e quintas era rico.
Agricultores davam muito trabalho uns aos outros.
Cada região do Pais tinha as suas Culturas.
Milho, Feijão, azeitona, Uvas, tomates.
Animais Galinhas os ovos eram para vendar para comprar sabão para lavar a roupa.
Porco fazia se uma festa e durava a carne o ano inteiro.
Enchidos Morcelas, Chouriças, Farinheiros.
Os animais davam dinheiro.
O trigo dava farinha para o pão que era feitas nos moinhos a vento ou a agua.
Hoje em 2 horas chegamos a Lisboa a pé levava 2 dias.
Tudo era semeado plantado e apanhado.
Para apanhar mato era preciso fazer quilómetros pois existia pouco mato para fazer a fogueira no Inverno.
Com muito trabalho e muito esforço cada família tentava cuidar das suar terras e das suas quintas.
Também era o seu ganha-pão.
Os terrenos e a serra limpa existiam menos fogos, quase não existia.
As estações do ano eram mais rigorosas.
Primavera e outono temperaturas amenas
Verão Bem quentes durante 3 meses.
Hoje temos mato a 5 metros de casa.
Ninguém limpa nada e muitas vezes até goza com quem limpa as terras.
Quase todos os caminhos de cabras simplesmente desapareceram com o matam as silvas.
Quando passa o fogo as chamas ficam muito altas e muito fumo.
Falta de limpeza dos terrenos.
Falta de agricultura e de animais para pastar.
Falta de sensibilidade com a Natureza.
Amor há terra.
Sem Natureza nem o homem nem nenhum ser vivo vive.

publicado por contador de historias às 12:28
Segunda-feira, 22 DE Abril 2013

Primavera o Sol aquecer e as Árvores a renascer as folhas.

As flores a Ficarem bonitas.

Hoje dia 22 Dia da Terra.

Terra o Planeta Habitavel em que vivemos, deve ser preservado.

O Poluição dos Mares do ar e da terra é que fazem ficar doente o Planeta e os seres vivos que vivem na terra. 

Necessario existir um equilibriu entra a evolução e a Natureza.

Não só hoje se deve ser um cuidado especial sobre a terra, mas todos os dia do ano.

 

publicado por contador de historias às 20:30
Sexta-feira, 21 DE Dezembro 2012
Hoje Começou  oficialmente o Inverno.
Neve, Bonecos de Neve, Frio, chuva, gelo.
Uns dias atrás passei por um Hipermercado bem conhecido em Portugal.
Aproveitei e comprei um presente de Natal para oferecer a uma criança.
Assim não tenho de andar a correr a comprar presentes de Natal.
Alguém me dizia há uns anos e também li de uns famosos.
" Ai de alguém me ofereça meias, cuecas ou roupa interior".
Pensei é pá gente rica só trocam coisas caras.
Falando em electrodomésticos, maquina de café, microondas relógios, telemóvel, Livro que saiu e todos querem ler e coisas da moda.
Eu como já ficava todo contente quando a minha avó ou um familiar me oferecia uns lençóis de flanela, umas meias e uma camisola interior.
Estavam as prendas feitas.
Quando era pequenino o Pai Natal oferecia um brinquedo barato que o meus pais compravam. Era uma semana inteira a brincar com o brinquedo do Pai Natal.
Quando se descobriu que não existia Pai Natal passou a ser a camisola as calças ou casaco para vestir no Inverno.
Nada de brinquedos da moda ou brinquedos caros.
Mas poderei dizer que eram bons Natal pela simples razão que o significado do Natal ser o Nascimento de Jesus Cristo. A Festa da família e a festa da paz no Mundo.
Presépio e suas figuras, Árvore de Natal enfeitada com luzes.
As tradições de Natal como o Bacalhau as couves os doces, os Fritos não faltavam há mesa.
Há missa do Galo ou a Missa do Dia de Natal.
As passagens do Ano nunca liguei muito pois não existe tradição da passagem de ano. O que acontecia era via a televisão no fim da meia noite ir para a cama.
Existem dias do Ano que me deito bem mais tarde.
Passagem do Ano a noite mais curta do Ano.
Há Anos que se fala da crise e todos os anos o governo diz ser o ultimo ano da crise.
Muitas coisas triste se repetem todos os anos.
Como secas, Cheias,Terramotos, entre outras coisas que mais vale parar por aqui.
Em 2013 não existem capitulas.
Saúde, Paz, Amor o importante da vida.
Gasta se dinheiro tinta e tempo a contar mentiras para assustar as pessoas.
As verdades que ninguém quer ver.
O meu desejo era que o Benfica fosse o Campeão de 2013.
Que a crise termina se 2013 e começa se um novo circulo de crescimento em Portugal e na Europa.
Gostava que alguém me explicasse como o mundo pode crescer sem ninguém fique para trás?
Respeito pela Natureza e o fim da poluição e da fome.
As pessoas tivessem trabalho e fizesses o que gostam.
Não anda se tudo a correr de um lado para o outro.
Que as pessoas deixem de pensar só no seu eu. E olhassem para os que estão há sua volta.
Uma sociedade mais aberta pelo menos para os vizinhos e familiares e amigos.
As pessoas se ajudem que se respeitem uns aos outros, seja em momentos bons e nos maus momentos.
Escrever mais vezes e publicar mais post, nem que seja com menos frases.
Escrever e inventar historias, para não escrever sempre a realidade e a crise, as estações do ano, épocas festiva, ferias.
Que 2013 seja realmente o fim da crise e o principio de uma boa e nova era.
Que não se desculpem da crise para fazer mal aos animais e as pessoas.
Que aproveitem a crise para fazer bem ao próximo e para protegerem e animais e a natureza.
BOM NATAL  E UM EXCELENTE 2013, com tudo de bom e cá estaremos para contar e ler mais






Prendas! Frio! Renas! Neve! Trenó no céu a aproximar-se!
U-lá-lá mas quem vem lá? Que coisa estranha… O quê? Ali!...

Rodolfo era uma rena com um nariz encarnado,
que brilhava no escuro e era mesmo engraçado.

Mas todas as outras renas se riam daquele nariz,
e o pobre do Rodolfo andava muito infeliz.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.

E entregaram muitas prendas, ai, em todos os países,
e deixaram as crianças muito alegres e felizes.

E o nosso amigo Rodolfo não cabia de contente,
pois conduzir o trenó não era para toda a gente.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.
.


Prendas! Frio! Renas! Neve! Trenó no céu a aproximar-se!
U-lá-lá mas quem vem lá? Que coisa estranha… O quê? Ali!...

Rodolfo era uma rena com um nariz encarnado,
que brilhava no escuro e era mesmo engraçado.

Mas todas as outras renas se riam daquele nariz,
e o pobre do Rodolfo andava muito infeliz.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.

E entregaram muitas prendas, ai, em todos os países,
e deixaram as crianças muito alegres e felizes.

E o nosso amigo Rodolfo não cabia de contente,
pois conduzir o trenó não era para toda a gente.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.





publicado por contador de historias às 15:48
Hoje Começou  oficialmente o Inverno.
Neve, Bonecos de Neve, Frio, chuva, gelo.
Uns dias atrás passei por um Hipermercado bem conhecido em Portugal.
Aproveitei e comprei um presente de Natal para oferecer a uma criança.
Assim não tenho de andar a correr a comprar presentes de Natal.
Alguém me dizia há uns anos e também li de uns famosos.
" Ai de alguém me ofereça meias, cuecas ou roupa interior".
Pensei é pá gente rica só trocam coisas caras.
Falando em electrodomésticos, maquina de café, microondas relógios, telemóvel, Livro que saiu e todos querem ler e coisas da moda.
Eu como já ficava todo contente quando a minha avó ou um familiar me oferecia uns lençóis de flanela, umas meias e uma camisola interior.
Estavam as prendas feitas.
Quando era pequenino o Pai Natal oferecia um brinquedo barato que o meus pais compravam. Era uma semana inteira a brincar com o brinquedo do Pai Natal.
Quando se descobriu que não existia Pai Natal passou a ser a camisola as calças ou casaco para vestir no Inverno.
Nada de brinquedos da moda ou brinquedos caros.
Mas poderei dizer que eram bons Natal pela simples razão que o significado do Natal ser o Nascimento de Jesus Cristo. A Festa da família e a festa da paz no Mundo.
Presépio e suas figuras, Árvore de Natal enfeitada com luzes.
As tradições de Natal como o Bacalhau as couves os doces, os Fritos não faltavam há mesa.
Há missa do Galo ou a Missa do Dia de Natal.
As passagens do Ano nunca liguei muito pois não existe tradição da passagem de ano. O que acontecia era via a televisão no fim da meia noite ir para a cama.
Existem dias do Ano que me deito bem mais tarde.
Passagem do Ano a noite mais curta do Ano.
Há Anos que se fala da crise e todos os anos o governo diz ser o ultimo ano da crise.
Muitas coisas triste se repetem todos os anos.
Como secas, Cheias,Terramotos, entre outras coisas que mais vale parar por aqui.
Em 2013 não existem capitulas.
Saúde, Paz, Amor o importante da vida.
Gasta se dinheiro tinta e tempo a contar mentiras para assustar as pessoas.
As verdades que ninguém quer ver.
O meu desejo era que o Benfica fosse o Campeão de 2013.
Que a crise termina se 2013 e começa se um novo circulo de crescimento em Portugal e na Europa.
Gostava que alguém me explicasse como o mundo pode crescer sem ninguém fique para trás?
Respeito pela Natureza e o fim da poluição e da fome.
As pessoas tivessem trabalho e fizesses o que gostam.
Não anda se tudo a correr de um lado para o outro.
Que as pessoas deixem de pensar só no seu eu. E olhassem para os que estão há sua volta.
Uma sociedade mais aberta pelo menos para os vizinhos e familiares e amigos.
As pessoas se ajudem que se respeitem uns aos outros, seja em momentos bons e nos maus momentos.
Escrever mais vezes e publicar mais post, nem que seja com menos frases.
Escrever e inventar historias, para não escrever sempre a realidade e a crise, as estações do ano, épocas festiva, ferias.
Que 2013 seja realmente o fim da crise e o principio de uma boa e nova era.
Que não se desculpem da crise para fazer mal aos animais e as pessoas.
Que aproveitem a crise para fazer bem ao próximo e para protegerem e animais e a natureza.
BOM NATAL  E UM EXCELENTE 2013, com tudo de bom e cá estaremos para contar e ler mais






Prendas! Frio! Renas! Neve! Trenó no céu a aproximar-se!
U-lá-lá mas quem vem lá? Que coisa estranha… O quê? Ali!...

Rodolfo era uma rena com um nariz encarnado,
que brilhava no escuro e era mesmo engraçado.

Mas todas as outras renas se riam daquele nariz,
e o pobre do Rodolfo andava muito infeliz.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.

E entregaram muitas prendas, ai, em todos os países,
e deixaram as crianças muito alegres e felizes.

E o nosso amigo Rodolfo não cabia de contente,
pois conduzir o trenó não era para toda a gente.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.
.


Prendas! Frio! Renas! Neve! Trenó no céu a aproximar-se!
U-lá-lá mas quem vem lá? Que coisa estranha… O quê? Ali!...

Rodolfo era uma rena com um nariz encarnado,
que brilhava no escuro e era mesmo engraçado.

Mas todas as outras renas se riam daquele nariz,
e o pobre do Rodolfo andava muito infeliz.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.

E entregaram muitas prendas, ai, em todos os países,
e deixaram as crianças muito alegres e felizes.

E o nosso amigo Rodolfo não cabia de contente,
pois conduzir o trenó não era para toda a gente.

Refrão:
Mas numa noite de nevoeiro o Pai Natal veio dizer:
- Rodolfo, tu és perfeito p’ra nos conduzir, esta noite, a preceito!

E assim foi naquela noite o Rodolfo a comandar,
o trenó do Pai Natal com o seu nariz a brilhar.





publicado por contador de historias às 15:48
Terça-feira, 24 DE Julho 2012

Um fim de semana dirigi me a sul de Portugal.
Passando por Lisboa perto do Estádio de Alvalade, Jardim Zoologico.
Na Ponte 25 de Abril verifiquei que têm uma vista sobre Lisboa e alguns dos monumentos.
Cristo Rei é muito alto já lá foi há muitos anos.
Mais a Sul dirigindo a Setúbal pela primeira vez.
Percorrendo as rua de transporte.
Fiquei a conhecer pouco mas quando se vê uma coisa pela primeira vez as gosta se.
O que mais gostei foi a vista sobre Tróia.
No mapa vê se uma falha na qual se encontra Tróia.
Entre o Mar e a Terra.
Fiquei grande parte do dia aprecia a paisagem.
Lindo ver o dia passar ver o mar e a terra.
Alguns Barcos.
O Homem e a Natureza podem fazer coisas maravilhosas.

publicado por contador de historias às 21:40

Um fim de semana dirigi me a sul de Portugal.
Passando por Lisboa perto do Estádio de Alvalade, Jardim Zoologico.
Na Ponte 25 de Abril verifiquei que têm uma vista sobre Lisboa e alguns dos monumentos.
Cristo Rei é muito alto já lá foi há muitos anos.
Mais a Sul dirigindo a Setúbal pela primeira vez.
Percorrendo as rua de transporte.
Fiquei a conhecer pouco mas quando se vê uma coisa pela primeira vez as gosta se.
O que mais gostei foi a vista sobre Tróia.
No mapa vê se uma falha na qual se encontra Tróia.
Entre o Mar e a Terra.
Fiquei grande parte do dia aprecia a paisagem.
Lindo ver o dia passar ver o mar e a terra.
Alguns Barcos.
O Homem e a Natureza podem fazer coisas maravilhosas.

publicado por contador de historias às 21:40
Um fim de semana dirigi me a sul de Portugal.
Passando por Lisboa perto do Estádio de Alvalade, Jardim Zoologico.
Na Ponte 25 de Abril verifiquei que têm uma vista sobre Lisboa e alguns dos monumentos.
Cristo Rei é muito alto já lá foi há muitos anos.
Mais a Sul dirigindo a Setúbal pela primeira vez.
Percorrendo as rua de transporte.
Fiquei a conhecer pouco mas quando se vê uma coisa pela primeira vez as gosta se.
O que mais gostei foi a vista sobre Tróia.
No mapa vê se uma falha na qual se encontra Tróia.
Entre o Mar e a Terra.
Fiquei grande parte do dia aprecia a paisagem.
Lindo ver o dia passar ver o mar e a terra.
Alguns Barcos.
O Homem e a Natureza podem fazer coisas maravilhosas.
publicado por contador de historias às 19:37
Um fim de semana dirigi me a sul de Portugal.
Passando por Lisboa perto do Estádio de Alvalade, Jardim Zoologico.
Na Ponte 25 de Abril verifiquei que têm uma vista sobre Lisboa e alguns dos monumentos.
 Cristo Rei é muito alto já lá foi há muitos anos.
Mais a Sul dirigindo a Setúbal pela primeira vez.
Percorrendo as rua de transporte.
Fiquei a conhecer pouco mas quando se vê uma coisa pela primeira vez as gosta se.
O que mais gostei foi a vista sobre Tróia.
No mapa vê se uma falha na qual se encontra Tróia.
Entre o Mar e a Terra.
Fiquei grande parte do dia aprecia a paisagem.
Lindo ver o dia passar ver o mar e a terra.
Alguns Barcos.
O Homem e a Natureza podem fazer coisas maravilhosas.



publicado por contador de historias às 19:33
Domingo, 10 DE Junho 2012

As aldeias estão a ser despovoadas lentamente.
No Alentejo existe uma aldeia á venda.
Quando existia e se vivia da agricultura e dos animais as pessoas não tinham necessidade de sair das aldeias.
Os tempos mudaram.
Passou a existir fabricas o que também em já poucas existem.
Começou se a concentrar as pessoas nas grandes cidades.
A obrigar a população a imigrar para conseguirem sobreviver.
Agora não se deixa construir em aldeias. 
Existiam caminhos pela serra, os terrenos eram utilizados para pasto e para apanhar mato, lanha 
Os caminhos estão a ser tapados com vegetação, com mato, com árvores.
Tudo cresce sem controlo. 
Agora falem me em turismo. 
Só não percebo como se está tudo a ficar seco e tapado. 
As serras, florestas e matas não são limpas. 
No verão já tem existido grandes incêndios por causa da falta de limpeza. 
As pinhas podam ser usadas para fazer fogueira no inverno na lareira, no fogareiro. 
Limpeza da Natureza podia ser um emprego que quase dava para fazer o ano inteiro. 
Podia evitar incêndios e facilitar muito a vida ao bombeiros. 
Podia se controlar as plantas que crescem na Natureza. 
Os animais selvagem existentes podiam ganhar com a limpeza da serra, Bosques, Natureza.
Nesta época do ano existem varias variedades de plantas, 
Animais que passam por cá o Inverno. 
Muita coisa esta mal, mas podam estar melhores. 


publicado por contador de historias às 02:09
Janeiro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
links
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Boa tarde,peço desculpa pelo meu comentário não es...
Será que é +- daqui a um mês, no próximo encontro,...
Adoro!
Esta época promete ser uma das mais empolgantes na...
Foram uns dias alucinantes no Sporting... Primeiro...
Jorge Jesus já tem um lugar na história do Benfica...
Um atleta que nos enche de orgulho! Parabéns a Nel...
As trocas de palavras eram totalmente desnecessári...
http://www.taylorwebhosting.com U$$ 1.12per mont...
http://www.taylorwebhosting.com U$$ 1.12per mont...
blogs SAPO